Stories Recentes

Quais os benefícios do azeite de oliva?

O azeite de não é só um tempero ou um tipo de óleo saboroso, ele é muito benéfico para a saúde humana. Mas você sabe quais os benefícios do azeite de oliva? Estão entre eles, sua ação anti-inflamatória, o controle do colesterol, a melhora da saúde do cérebro e muito mais. Quer saber quais todos os benefícios do azeite de oliva? Continue com a gente.

O que é o azeite de oliva e porque ele é um aliado da saúde?

O azeite de oliva se trata de um tipo de óleo extraído do fruto das oliveiras, a azeitona. O mesmo é muito utilizado principalmente na cozinha mediterrânea, porém seu uso é cada vez mais comum em todos os lugares do mundo. No Brasil, é amplamente utilizado para temperar saladas e também no preparo de diversos pratos.

O azeite, mais especificamente o extra virgem, é muito benéfico para a saúde, já que é rico em antioxidantes, e gorduras boas poli-insaturadas e monoinsaturadas como: ômega 6, ômega 3 e principalmente ômega 9 (ácido oleico). O azeite ainda possui vitamina E e K e minerais como cálcio, ferro, magnésio e potássio em menores quantidades.

PUBLICIDADE comprar na amazon livro

Quais os benefícios do azeite de oliva?

Vale ressaltar novamente que quando falamos dos benefícios do azeite de oliva, geralmente estamos nos referindo ao extra virgem, já que é ele quem possui mais propriedades benéficas para a saúde.

1. Previne doenças cardiovasculares

O azeite é um grande aliado na prevenção de doenças cardiovasculares, já que as gorduras boas presentes nele ajudam no controle dos níveis de colesterol. Além disso ele possui antioxidantes que também são eficientes na prevenção desse tipo de doença. Diversos estudos, inclusive uma ampla revisão já comprovaram esse efeito.

2. Ajuda a prevenir diabetes

O azeite é realmente relevante na prevenção da diabetes, principalmente a diabetes tipo 2, já que ele é capaz de melhorar o metabolismo da glicose no organismo. Um estudo feito com pessoas de alto risco constatou uma redução significativa, de 51%, na incidência da doença em quem consumia azeite regularmente, em comparação aos que não consumiam ou consumiam pouco.

PUBLICIDADE comprar na amazon spirulina

3. É anti-inflamatório

O azeite possui substâncias com importante ação anti-inflamatória. Por isso ele pode ser muito útil para quem sofre de problemas que causam dores nas articulações e até mesmo para pessoas com doenças autoimunes como por exemplo a artrite reumatoide.

A ação anti-inflamatória dos compostos presentes no azeite é tão eficaz, que uma pesquisa constatou que eles possuem ação semelhante a do ibuprofeno, medicamento muito utilizado para combater dores associadas à inflamações.

4. Contribui para a saúde dos ossos

O azeite contem vitamina K e cálcio, importantes para a saúde óssea. Mas além disso, a oleuropeína composto antioxidante presente no azeite também contribui para a formação de tecido ósseo.

5. Previne doenças do trato gastrointestinal

O azeite contribui para a saúde do intestino, já que auxilia no bom funcionamento do trânsito intestinal. Mas não é só isso, uma pesquisa constatou que devido a presença do ácido oleico, o consumo regular de azeite pode prevenir colite ulcerativa, um tipo de doença inflamatória intestinal. Existem estudos que relacionam o consumo de azeite até mesmo à diminuição do câncer colorretal.

Além disso um estudo comprovou que o consumo de azeite ajuda a combater a bactéria Helicobacter pylori, que costuma causar úlceras estomacais e até mesmo câncer.

6. Ajuda a prevenir a depressão

Isso mesmo, uma dieta rica em gorduras boas como as presentes no azeite e pobre em gorduras trans por exemplo tem um grande impacto na prevenção de diversas doenças, até mesmo a depressão. Uma pesquisa feita com uma população mediterrânea, constatou que pessoas com uma alimentação rica em gorduras ruins e pobre em gorduras boas como a presente no azeite, têm uma chance maior de desenvolver depressão.

7. Ajuda a combater o envelhecimento

Por possuir uma grande quantidade de importantes antioxidantes, o azeite de oliva ajuda no combate aos radicais livres e por isso ajuda a evitar o envelhecimento precoce. Existem evidencias até mesmo de que os antioxidantes do azeite podem ser eficazes para prevenir câncer como o de mama por exemplo.

8. É aliado do cérebro

O azeite é um aliado do cérebro já que seus antioxidantes ajudam também a protegê-lo, além de auxiliar no seu funcionamento. Um desses antioxidantes, o poderosíssimo hidroxitirosol, parece ser o responsável por essa “proteção”.

Existem também evidências de que o oleocanthal outro antioxidante importante presente no azeite pode ser eficiente até mesmo para prevenir doenças degenerativas como a Alzheimer.

Quais os tipos de azeite existentes?

Azeite de oliva extra virgem

O azeite de oliva extra virgem com toda certeza é a melhor opção para a saúde, ele tem acidez menor, de no máximo 0,8%, mas a grande maioria tem acidez em torno de 0,5%, e quanto menor a acidez, melhor o azeite. Esse tipo de azeite é proveniente da primeira prensagem feita a frio (no máximo a 27ºC), para não danificar suas propriedades, de azeitonas sem defeitos.

Ainda que seja o melhor deles, o ideal é consumi-lo ao natural, sem aquecer, para que o mesmo não perca suas propriedades antioxidantes. Por isso o mais indicado é utilizá-lo em saladas ou finalizações. O azeite extra virgem geralmente tem sabor mais agradável e superior aos demais.

Azeite de oliva virgem

Já o azeite de oliva virgem é extraído prensagem de azeitonas com pequenos defeitos. Sua acidez gira em torno de 0,8% e 1,5%, mas não pode ultrapassar 2,0%. O sabor dele pode ser mais marcante e variável. A qualidade desse azeite é inferior ao extra virgem, mas superior ao tipo único e ao composto.

Azeite de oliva tipo único

O azeite tipo único se trata dos designados no Brasil como “azeite de oliva” e “azeite de oliva refinado” ou ainda uma mistura deles. Eles são de menor qualidade do que os azeite extra virgens e virgens, já que geralmente são extraídos de azeitonas defeituosas.

E ele pode até ter acidez mais baixa em torno de 1%, mas geralmente é devido ao processamento e refinamento para a padronização das suas características como cores, aromas e sabores.

Infelizmente no processamento do mesmo, ele acaba perdendo a maioria de suas propriedades benéficas à saúde.

Azeite composto

O chamado de “azeite composto” ou ainda óleo composto se trata de uma mistura de azeite de oliva e outros tipos de óleos, geralmente o de oliva e o de soja, em uma proporção bem maior de óleo de soja. Por isso para quem procura os benefícios do consumo do azeite, este não é a melhor opção.

Óleo do bagaço de Oliva

O óleo de bagaço de oliva é um óleo extraído após a extração do azeite, do bagaço que resta. Ele é mais utilizado pra frituras já que é mais resistente à altas temperaturas do que o azeite da oliva, extraído na primeira moagem da oliva.

Outros tipos de azeites

Existem ainda azeites de oliva aromatizados, onde são adicionados por exemplo ervas para alterar e acrescentar aromas e sabores. Nesse caso existem azeites aromatizados dos mais variados tipos, virgens, extra virgens, tipo único e com ervas misturadas, alho, baunilha e outros ingredientes.

Existem também azeites especiais, que têm adicionados ingredientes que modificam fortemente suas características, feitos para harmonizar com preparações mais específicas. Um bom exemplo desse tipo de azeite é o trufado, que tem a trufa em sua composição.

Como consumir e armazenar o azeite de oliva para usufruir dos seus benefícios?

Tão importante como saber quais os benefícios do azeite de oliva é saber como o consumir e armazenar. Vale destacar mais uma vez melhor azeite para o consumo é o extra virgem, já que ele possui mais compostos benéficos à saúde. Sendo assim, o melhor jeito de consumir o azeite e usufruir dos seus benefícios é sem ser aquecido, principalmente em altas temperaturas. Por isso o mais indicado é utilizá-lo em pratos frios como saladas e também para finalizações.

Na hora de comprar o azeite, além de dar preferência ao extra virgem, com acidez mais baixa, busque por recipientes de vidro e mais escuros. Na hora de armazená-lo guarde-o em um local mais fresco e ao abrigo da luz, para preservar suas propriedades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *