Stories Recentes

Como matar a vontade de doces sem fugir da dieta?

Infelizmente a vontade de doces é uma das coisas mais difíceis de se controlar em uma dieta, isso porque fomos acostumados ao carboidrato. Já que ele compõe normalmente a maior parte da nossa alimentação e é a fonte primária para o nosso corpo adquirir energia. Mas como matar a vontade de comer doce sem fugir da dieta? Para isso algumas alternativas como o chocolate amargo ou alimentos que contém triptofano podem ajudar. Entre outras coisas que veremos a seguir.

Vontade de comer doces o que pode ser?

A vontade de comer doces é uma questão biológica. Primeiramente porque como dissemos há pouco a glicose é o combustível primário do corpo e segundo porque ao comer alimentos ricos em açúcares o corpo libera substâncias associadas a sensação de prazer e bem estar, como a serotonina.

Só que o problema é quando esse hábito se torna um vício. Na digestão, em um determinado momento o nível de serotonina cai, o organismo na mesma hora busca triptofano, um aminoácido essencial, para a produção de mais serotonina e é nessa hora que o desejo por doces é intensificado. Uma vez que a glicose aumenta o nível de triptofano no cérebro. Por isso é fácil se viciar nessa sensação de estar sempre nutrido de prazer e bem estar e cair em um ciclo vicioso.

PUBLICIDADE comprar na amazon livro

Como satisfazer a vontade de comer doce sem fugir da dieta?

Coma oleaginosas

Além do carboidrato, alimentos ricos em gorduras também causam um efeito parecido com os ricos em açúcares ao liberar serotonina e outras substâncias relacionadas ao bem estar. Isso porque esses alimentos são fontes naturais do tal triptofano. O melhor é que as oleaginosas ainda contém também fibras que ajudam na saciedade. Por isso uma dica válida é apostar em fontes de gorduras boas como castanhas, amêndoas e nozes.

Para matar a vontade de comer doce aposte no chocolate amargo!

O chocolate amargo com percentual acima de 70%, apesar de conter açúcar é em quantidades bem menores do que na versão ao leite por exemplo. Além disso ele não é uma simples sobremesa, já que contém uma quantidade muito maior de cacau.

Mas o principal, é que este alimento tem efeitos benéficos para o organismo, já que também é uma boa fonte de triptofano. Além de outras substâncias benéficas à saúde, como os polifenóis que têm ação antioxidante, ajudando a melhorar a imunidade e atuando como estimulante no sistema nervoso central.

PUBLICIDADE comprar na amazon spirulina

O chocolate amargo ainda tem benefícios em diversos aspectos, atuando na diminuição da chance de desenvolver diabetes tipo 2 e até obesidade. Mas não vá abusar! Mesmo sendo saudável ele ainda contém uma quantidade considerável de calorias, o correto geralmente é ingerir até 30 g de chocolate amargo por dia, o que equivale a aproximadamente 4 quadradinhos da barra de 75 g.

Troque doces por frutas para matar a vontade de doces quando ela apertar.

As frutas, principalmente as com menor quantidades de carboidratos como no caso de amoras, acerolas e morangos podem ser grandes aliadas na hora que bate aquela vontade de comer doces, isso porque apesar de conterem carboidratos, em quantidades bem menores que doces é claro, elas têm nutrientes como vitaminas e minerais, além de conter fibras, que ajudam na saciedade e no funcionamento do intestino.

Comer uma fruta sempre é melhor que comer um doce, por mais que seja qualquer outra com um pouco mais de carboidratos como a uva, a manga ou a banana. O importante é não exagerar muito no consumo, só porque é uma fruta.

Com o tempo conforme o consumo de doces e alimentos adoçados for diminuindo, o corpo vai se acostumando a consumir menos açúcar, o paladar fica mais aguçado e fica fácil se acostumar à frutas e também outros alimentos menos doces.

Até falaria pra você consumir também frutas secas como ameixas secas, banana desidratada e uvas passas. Porém vejo um probleminha aí, essas frutas costumam conter uma maior quantidade de açúcares concentrados que as frutas in natura. Além disso possuem menos fibras, o que deixa o seu consumo um pouco menos saudável do que das frutas em sua forma natural e mais próximo das sobremesas. Por isso, como são mais calóricas no caso de consumi-las é preciso estar atento a quantidade que deve ser bem menor.

Coma frutas juntamente com fontes de proteínas

Utilizar como alternativa à sobremesas tradicionais, alimentos como por exemplo o iogurte natural com frutas picadas como a uva e a manga, que são mais doces e combinam bastante com esse alimento, são uma boa alternativa, por causa da diminuição na quantidade de carboidratos, uma ingestão maior de nutrientes. Além de estar consumindo uma refeição que sacia mais.

Comer uma panqueca de banana com ovo e canela, ou uma banana assada no forno ou na air fryer com bastante canela e queijo também são outras boas opções, nutritivas e deliciosas.

Como diminuir a vontade de doces?

Aposte em alimentos que causam saciedade

Ao consumir alimentos que causam uma maior sensação de saciedade, a necessidade que sentimos de comer doces tende a diminuir. Dietas ricas em proteínas derivadas de carnes, ovos e leite são um bom exemplo disso.

A diminuição na ingestão de carboidratos e o aumento do consumo de alimentos de digestão mais lenta (por isso sustentam mais), como no caso das proteínas e fontes de gorduras boas, também faz com que o corpo “aprenda a extrair” energia de outras fontes que não seja a mais fácil, o carboidrato.

Diminua a ingestão de alimentos adoçados.

Tomar atitudes como deixar de adoçar seu cafezinho, seu leite ou seu chá podem fazer muita diferença. Isso porque nosso paladar é acostumado a alimentos doces desde a infância, (fase que infelizmente geralmente ingerimos mais alimentos doces inclusive), e isso faz com que o paladar fique de certa forma “contaminado”, impedindo que consigamos aproveitar o sabor real das coisas, o açúcar ofusca os sabores.

A notícia boa é que da mesma forma que nos acostumamos com ele também podemos acostumar a ficar sem ele, no começo vai ser estranho e um pouco difícil. Mas depois de um tempo que deixamos de adoçar certos alimentos como no caso do café por exemplo, você vai começar a sentir sabores que não sentia antes e seu paladar vai rejeitar cafés adoçados, assim como vai estranhar alimentos com grandes quantidades de açúcar.

Além disso deixar de ingerir sucos e refrescos, mesmo os naturais, além de refrigerantes é claro, também é um ponto importante já que esses também quantidades exorbitantes de açúcar.

Aumente a ingestão de água

Sabe aquela velha história de que a sensação de fome pode ser facilmente confundida com a sensação de sede, ela é verdade. Por isso beber água pode ajudar a “clarear as coisas” e a mostrar se você realmente precisa comer, se é sede ou se é apenas ansiedade.

Já que a vontade de comer doce também pode ter um fundo emocional. Uma vez que o doce traz uma sensação momentânea de bem estar. Observe e veja se faz sentido pra você!

Além disso, para pessoas ansiosas se ocupar de algo é sempre útil. Então porque não de manter uma garrafinha por perto e ter o hábito de tomar um gole de água de tempos em tempos?

Pratique exercícios físicos

O exercício físico tem o mesmo poder dos doces de trazer prazer e bem estar, ao liberar a tão famosa serotonina “hormônio do prazer”. Além disso praticar atividades físicas ajuda no controle dos níveis de cortisol “hormônio do estresse”.

Quem nunca ouviu falar que você desconta sua raiva nos exercícios físicos? Isso é verdade, você de certa forma o canaliza para isso. Diminuindo assim o estresse e a ansiedade ao longo do dia e ajudando na tomada de decisões mais conscientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *