• Márcio

    Ótimo artigo Willian. Parabéns!
    Sempre procuro dicas da vida financeira e aqui sempre encontro.

    • Muito obrigado, Márcio!! Apareça sempre por aqui, forte abraço!

  • Mariana

    Oi, William! Parabéns pelo artigo, gostei!
    Enquanto realizava a leitura, lembrei muito do modismo atual de se tornar um afiliado, com promessas de altas comissões em troca das vendas e anúncios de infoprodutos. Você acredita que essa forma de ganhar dinheiro realmente vale a pena e traz todo retorno prometido? Justamente pela questão de que parece “fácil” gastar um tempo extra anunciando um produto, e ás vezes até pagar por tráfego (o que não deixa de ser investimento do afiliado) e obter mais vendas… Como você enxerga esse tipo de “investimento”? Obrigada, grande abraço.

    • Olá, Mariana! Muito obrigado pela sua contribuição!!

      Realmente está bastante difundida a ideia do dinheiro fácil, tanto pra se criar um curso online como para ser um afiliado.
      Em ambos os casos, o segredo do sucesso tem muito a ver com conseguir tráfego para o seu site e uma lista de e-mails grande e relevante. E isto não vem da noite pro dia, sendo que muitas vezes nem com dinheiro você tem sucesso. Se o mercado for bem concorrido, fica quase impossível competir com palavras-chaves (no Google, por exemplo) de concorrentes de peso no setor.

      Vejo que muitos desenvolvedores de cursos não são sinceros ao dizer isto: tudo na vida a gente paga com tempo ou com dinheiro. Tráfego pode vir com o tempo, e o dinheiro pode também trazê-lo. Mas sem um plano de marketing digital coerente, o risco é muito alto para investirmos nosso dinheiro.

      Para quem tem tempo extra para trabalhar (e algum talento na área), talvez seja melhor criar um curso do que ser um afiliado. Pelo menos não se está “construindo em terreno alugado”, ficando na mão do criador. E também daria pra abrir o curso para captar afiliados por aí…

      Enfim, este assunto rende! O mercado está muito poluído, existem ofertas demais de cursos. Já não dá nem pra saber o que presta e o que não. É um desafio enorme se afastar da manada…

      Abraços!

      William

    • Também percebi essa avalanche de se tornar um afiliado Mariana. Acredito que tem que avaliar caso a caso. Tem muito produto bom por aí, porém, é necessário muito comprometimento e dedicação, nada de coisa fácil.

      Um grande abraço.